Desde Novembro Utada havia confirmado em seu twitter a gravação de um clipe inédito para uma das canções do Fantôme, e provavelmente todos apostavam que seria “Michi” ou “Tomodachi“, pelo fato terem caído no gosto do público internacional e até mesmo dos japoneses. Porém se Utada lançasse um clipe de alguma dessas faixas seria óbvio demais e jamais seria a artista surpreendente que ela realmente consegue ser e o simples fato de “Boukyaku” ter sido escolhida já mostra o porquê:

O vídeo tem um visual mais íntimo e não busca trazer uma super produção, até porque uma canção que fala sobre algo inevitável da vida, a morte, precisa soar mais experimental do que uma super produção visual. O clipe começa exatamente com um ar intra-uterino, como se você fosse um bebê que estivesse prestes a nascer nesse mundo, as cenas iniciais deixam essa mensagem nítida. O fato dele soar sombrio em seu início e ir sendo iluminado aos poucos – dando uma sensação vultos dos corpos de KOHH e Utada – fala muito dessa passagem para sair do útero para o mundo externo essa “iluminação” e conexão com a vida, o enxergar a luz. Claro que não é só essa análise, afinal a música fala sobre morte e a delicadeza como o vídeo e a canção também tratam disso é algo único a exemplo da forma como a luz ilumina o rosto da Utada inicialmente deixando claro a lágrima escorrendo em seu rosto da dor de saber de como tudo que vivemos é tão efêmero, e o quão inevitável é a dor da morte seja sua ou de alguém que você ame.

Boukyaku2.png

Porém o clipe trás aí uma luminosidade sobre essa passagem para o outro mundo dando um ar agridoce para o amargo que possivelmente seria a faixa, como se essa passagem para o outro mundo limpasse sua dor. Outro ponto importante a ser notado são os batimentos cardíacos que continuam mesmo após o final do clipe dando a entender que a vida é muito mais do que apenas um estado ou encarnação, se analisarmos de uma perspectiva oriental, principalmente no budismo acredita-se que nós retornamos a terra sete vezes, dando aí mais um ponto artístico ao vídeo sobre um recomeço após toda a dor, e cabe somente ao expectador achar isso positivo ou não.

Boukyaku3.png

Utada realmente mostra como usar um orçamento ao seu favor e passar toda a mensagem da música de maneira metafórica, sem esforço, deixando que tudo simplesmente aconteça e você sinta a música. O fato de “Boukyaku” ser escolhida para continuar a promoção do álbum só mostra o quão ela se preocupa apenas em seguir o seu instinto artístico, pois essa faixa é claramente algo que Frank Ocean ou Jessie Ware se arriscariam produzir, e o que provavelmente de mais mainstream chegou ao conhecimento público nesse seguimento foi “Mine” da Beyoncé com o Drake. Utada simplesmente ousa o mercado japonês por vir com um R&B alternativo para encerrar (talvez) sua era fantasmagórica, deixando aos fãs um presente visual que é “Boukyaku“.

Anúncios

5 comentários em “Novo clipe de Utada trás seu lado mais experimental e sombrio

  1. Achei muito intrigante essa sua interpretação do clipe, pois está em concordância com uma das motivações por trás do álbum, que é Utada falar da dor da perda da mãe. Nesse sentido, ficou fantástico (mostrando que Utada sabe realmente usar dos conceitos de suas músicas nos seus PVs, não jogando qualquer coisa pra promover).
    PS.: queria um PV pra Ore no Kanojo

    Curtido por 1 pessoa

  2. Fiquei muito feliz pela escolha dessa música para um clipe porque acho a melhor do Fantõme. Além da música resumir o conceito de vida e morte, tristeza e esperança do álbum todo (coisa que Michi também faz porém com uma abordagem muito mais otimista), tem essa vibe alternativa do R&B com toques na produção que dá pra sacar que tem o dedo dela na programação (alguns elemento de algumas músicas do heart station e ultra blue) . O clipe ficou bem poético na minha opinião que é muito semelhante a sua quanto à mensagem.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s