Em seu décimo sétimo álbum de estúdio, Ayumi Hamasaki, decide fazer uma lançamento diferente, as canções foram cantadas em sua tour e depois liberadas para o site de stream da avex trax. O Made In Japan isento de uma série de singles lançados anteriormente, como é feito no mercado japonês, trás uma leva de nove faixas inéditas e um cover da icônica banda globe, Many Classic Moments.

002.jpg

O disco abre com um prólogo tasky que é uma faixa que mistura elementos enkas com eletrônico, o que é uma tacada genial abrindo o disco de maneira formidável, e logo nos é entregue FLOWER, que mantém a essência enka mesclando um pop e guitarras ácidas, o refrão é mais agressivo com agudos característicos da cantora. Já Man World tira qualquer vestígio do possível “direto do Japão”, a canção é crescente e isso é perceptível pelo seu andamento que parece se segurar até o refrão onde a chega ao seu ápice, é uma faixa que funciona bem, porém não trás nada de inovador para a discografia da cantora, exceto por conseguir ser um acerto, diferente dos últimos discos. Breakdown é outra faixa que executa muito bem o que a Ayumi já ofereceu para os seus fãs, provavelmente é a melhor balada que a cantora entrega aos seus fãs desde Heaven (2005). Superando qualquer expectativa, Survivor, mostra que Ayumi Hamasaki é de fato uma sobrevivente e consegue lançar provavelmente sua melhor faixa desde Mirrorcle World (2008), um pop rock que mistura coral (usado somente em Bold & Delicious em 2005), elementos mais sombrios em um refrão pegajoso atrelado com um solo de guitarra que deixa você querendo ouvir mais da música, e Ayumi provoca mais o ouvinte com a faixa acapella, entregando um final explosivo. O álbum retoma um clima mais enka em You Are The Only One, cria toda uma atmosfera mágica em torno da música, provavelmente o melhor vocal da cantora em toda sua carreira, a faixa lembra muito My Heart Will Go Own da Celine Dion. O coral no final com os agudos da cantora encerram a faixa de forma formidável. Em TODAY, a produção peca pelo excesso, uma edição melhor da música faria dela uma faixa mais orgânica e agradável, enquanto Mr.Darling é na medida certa e trás uma canção mais acústica, algo não muito comum na discografia da Ayumi, o refrão é eletrizante e gruda em sua cabeça. O disco perde totalmente seu sentido nas faixas Summer Love e Many Classic Moments – já havia perdido todo seu conceito na terceira faixa, agora se perde em sonoridade. Apesar disso, Summer Love soa como um acerto dentro da aventura eletrônica de Hamasaki, a produção funciona bem e gruda em sua cabeça, já Many Classic Moments soa perdida e demora para achar um ponto agradável.

ayumihamasakimadeinjapan

Download Album

Made In Japan trás uma produção mais atenta na parte vocal, onde na maioria das faixas a voz da cantora soa mais natural, principalmente em You Are The Only One, onde Ayumi apresenta seu melhor desempenho vocal dentro da sua carreira em estúdio. As faixas funcionam muito bem separadamente e trazem muitas vezes arranjos bons e que rementem a algo já lançado pela cantora, tendo uma boa execução na maioria dos casos. O disco peca em não ser fiel ao tema que é abandonado após a segunda faixa, reaparece em um instante e depois ele desaparece até própria sonoridade do álbum ficar à deriva e se perder completamente. Em certos momentos dá impressão de se ouvir uma coletânea da cantora, onde se busca trazer um pouco de tudo que ela já fez em sua carreira e colocou em um álbum de inéditas. O cover da globe, Many Classic Moments, é desagradável, soando derivativa, o oposto de Movin’ On Without You, cover feito em seu disco anterior, A ONE (2015).

01. tasky 80/100
02. FLOWER 85/100
03. Mad World 60/100
04. Breakdown 87/100
05. Survivor 100/100
06. You are the only one 85/100
07. TODAY 50/100
08. Mr. Darling 75/100
09. Summer Love 70/100
10. Many Classic Moments 35/100

Anúncios

3 comentários em “Ayumi Hamasaki – Made In Japan

  1. Ótimo Review, eu tinha ouvido o album e achado meio pombo. pra mim ela tinha se pertido desde a transiçao do Guilty pro NEXT LEVEL, mas baixei o show do made in japan e assisti, e agora reouvindo o album com a critica, parece que o album fez mais sentido, e mesmo que nao memoravel, tem alguns acertos e músicas que funcionam bem sozinho realmente. (E o lance de ver o show e depois ouvir o album, me lembra o fato das musicas terem sido primeiro apresentadas no show, entao acho que funcionou bem assim)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu curti o álbum na primeira ouvida, acho ele bom, e é o melhor álbum dela desde o Next Level, ao meu ver.
      Eu acredito que ele funcione muito bem em show, até porque ela sabe fazer grandes espetáculos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s